O valor da informação

by

Muito se tem escrito sobre a importância da informação. Para decidir sobre qualquer coisa, precisamos de informações, preferencialmente claras e oportunas, o que, de forma alguma, é novidade.

Sun Tzu, que viveu na China na época dos Reinos Combatentes, entre 400 e 320 a.C nos ensina no clássico “A Arte da Guerra”: “Se um soberano iluminado e seu comandante obtêm a vitória sempre que entram em ação e alcançam feitos extraordinários, é porque eles detêm o conhecimento prévio e podem antever o desenrolar de uma guerra”.

Na chamada Sociedade da Informação ou do Conhecimento, mais do que nunca, a informação é vital para o processo de tomada de decisão de Estados, empresas, órgãos públicos, ONGs, instituições, partidos políticos, etc… Com a ampliação dos meios de comunicação e, conseqüentemente, democratização da informação, cerca de 80% das informações necessárias para subsidiar os processos de tomada de decisão públicos ou privados estão disponíveis.

Isso, em tese, facilita em muito a fase da coleta dos dados que serão transformados em informação. São oriundas, portanto, de fontes chamadas abertas. Paradoxalmente, há uma dificuldade em sistematizar e processar um volume significativo de dados e uma das soluções encontradas é o uso de softwares de análises qualitativas e quantitativas de dados.
As informações provenientes de dados obtidos de fontes fechadas (20%) possuem, naturalmente, um valor mais expressivo e são disponibilizadas, particularmente, pela rede de contatos dos coletores de informação, dos analistas e dos gestores de inteligência.
Por outro lado, não basta produzir a informação no prazo previsto. É necessário disponibilizá-la para quem tem a real necessidade de conhecê-la. Além disso, é fundamental proteger o conhecimento gerado, quando esse contiver aspectos estratégicos para a organização que o gerou.

Desta forma, a Inteligência representa uma ferramenta estratégica que permite à alta gerência melhorar sua competitividade, identificando as principais forças propulsoras e prevendo os futuros rumos do mercado. É um processo onde as informações de múltiplas fontes são coletadas, interpretadas e comunicadas a quem precisa delas para decidir.

O valor da informação

A dificuldade em sistematizar e processar um volume significativo de dados

Oferecendo apoio seguro à tomada de decisões estratégicas, a função Inteligência prevê oportunidade e ameaças, acompanha e avalia os concorrentes e orienta a implementação eficaz de novos negócios.

No setor público, permite o conhecimento e a antecipação de ações pelos agentes públicos no sentido de proteger a sociedade, antecipando-se às ameaças, e possibilitando a conquista e manutenção da vantagem estratégica perante os demais atores do ambiente.

Usada com sabedoria, a Inteligência pode ser vista como uma ferramenta de apoio ao processo decisório, oferecendo uma reflexão organizacional pró-ativa, oportuna e focada no futuro, que pode definir o sucesso ou fracasso de uma organização ou da sociedade.

Mario Andreuzza é presidente do Instituto SAGRES Política e Gestão Estratégica Aplicadas

Lei de Acesso recebeu dez mil pedidos de informação

by

Para a Controladoria-Geral da União, números foram surpreendentes e bem superiores ao que se esperava inicialmente e demonstram uma adesão do cidadão à iniciativa de transparência pública. Governo respondeu a 70% das demandas.

Fonte: Congresso em foco

Tecnologia da Informação aplicada ao governo eletrônico

by
Tecnologia da Informação aplicada ao governo eletrônico

Possibilitar aos gestores uma visão global e o entendimento conceitual e operacional de diversas tecnologias que prestam suporte para tornar possível diversas atividades gerenciais na área do governo, qualificando-os a ocupar posição em nível de assessoria à alta administração e/ou de direção, bem como a aplicação de diversas tecnologias da informação e como estão sendo utilizadas no governo eletrônico do Brasil.

Carga horária: 16 h

Coletas de Campo

by
Coletas de Campo

Este módulo desenvolve-se no contexto do trabalho de campo e por isso é um curso bastante prático. Apresentando diversas técnicas não intrusivas de obtenção de dados e informações, este módulo instrui o capacitando a planejar e a obter de forma eficiente, legal e ética, informações que ao primeiro momento pareciam ser impossíveis de se obter. Ao término do modulo o capacitando estará em condições de planejar e realizar ações de coleta de campo de forma eficaz.

– Carga horária: 36 h

– Turmas até 15 pessoas