Dra. Rossana Pavanelli ministra palestra do INSS

by

O Futuro do Trabalho

No último dia 24 de maio, a associada Dra. Rossana Pavanelli — também professora da Fundação Getulio Vargas — participou do Seminário “Automação – Impacto na Sociedade de seus Reflexos no Setor Previdenciário”, promovido pelo INSS, em Brasília, DF. Na ocasião, abriu o evento com palestra versando sobre o futuro do trabalho e suas implicações para a economia e a previdência, abordando aspectos dos cenários prospectivos mais prováveis e de maior impacto, especialmente para o Brasil.

Desenvolvimento Sustentável do Território e das Organizações

by

Planos Estratégicos, Táticos e Operacionais para Estados e Municípios

O Instituto Sagres, empregando sua metodologia “Ferramentas Integradas de Gestão Integrada” (FIGE), preconiza que planejamento municipal deve ser integrado ao planejamento regional e este ao nacional, e ter um enfoque mais que o econômico.

Conheça um pouco do Estatuto da Cidade

Nele está previsto o que deve conter um adequado planejamento municipal:
a) plano diretor;
b) disciplina do parcelamento, do uso e da ocupação do solo;
c) zoneamento ambiental;
d) plano plurianual;
e) diretrizes orçamentárias e orçamento anual;
f) gestão orçamentária participativa;
g) planos, programas e projetos setoriais;
h) planos de desenvolvimento econômico e social;
Um paralelo com nossa Metodologia FIGE seria:

  • Plano Diretor – Plano Estratégico
  • Plano plurianual – Plano Tático
  • Diretrizes orçamentárias e orçamento anual – Plano Operacional

El País ouve Diretor de Prospectiva sobre Cenários Ambientais para o Estado de São Paulo

by

“As chuvas abaixo do esperado desde 2011 têm sido a explicação das autoridades do Estado e da Sabesp para justificar a pior crise hídrica nos últimos 84 anos, mas os alertas de que São Paulo caminhava em direção a um quilométrico deserto vêm pipocando desde 2001.”

"O exercício de prospectar o futuro é fundamental para antecipar as soluções ou até mesmo evitar os futuros problemas"

“O exercício de prospectar o futuro é fundamental
para antecipar as soluções ou até mesmo evitar os futuros problemas”

“Nós avisamos sobre o aumento da população, sobre a necessidade de implantar sistemas de reuso, principalmente do esgoto, de colocar outros pontos de captação de água em regiões adjacentes aos reservatórios para não ser tão dependentes dos sistemas atuais…”Raul Sturari, Diretor de Prospectiva

Sr. Raul Sturari participa do Seminário Global de Treinamento em Planejamento Estratégico Prospectivo de 2014

by

O Instituto Sagres tem o prazer de convidar para apresentação do Sr. Raul Sturari, nosso Diretor de Prospectiva Estratégica, no Seminário Global de Treinamento em Planejamento Estratégico Prospectivo de 2014, por videoconferência. O evento é uma promoção e realização da Faculdade de Ciências Políticas e Sociais da Universidade Nacional do México (UNAM), México, DF.

  • Data: 22 agosto 2014
  • Hora: 13:00-15:00 horas (hora de Brasília)
  • Tema : Metodologia FIGE – Ferramentas Integradas de Gestão Estratégica

Para assistir acesse http:/webcast.unam.mx a partir do qual o usuário coloca o nome de “Planejamento prospectivo 2014” e clica para visualizá-lo. Haverá acesso pelo FB, o Twitter oficial para discutir questões sobre as exposições e interagir com os palestrantes durante a transmissão.

Facebook: Página:Seminário Latino-Americano sobre as perspectivas de carreira
Perfil: ForesightSeminário
Twitter: @prospectivasem

Raul Sturari representa o Brasil em curso de Planejamento Estratégico no México

by

O Diretor de Prospectiva Estratégica do Instituto Sagres , Raul Sturari, representará o Brasil no curso de Planejamento Estratégico Prospectivo, da Universidade Nacional Autônoma do México.

Trata-se de uma série de videoconferências, com palestrantes de diversos países, a ser realizada no período de fevereiro a outubro de 2014.

Para maiores informações, veja o cartaz abaixo:

O Brasil tem nova cara? Reflexos e consequências das manifestações populares de junho de 2013

by

Senhores e senhoras:
Precisamos discutir, entender e ter um olhar prospectivo sobre o que está ocorrendo no Brasil nessas últimas semanas. Por tal razão, vamos realizar uma Discussão Estratégica extraordinária para realizar tal análise e convidamos a todos a participar.
O “provocador” será o Prof. Homero Zanotta que conduzirá a discussão.
A reunião se dará nas seguintes condições:

  • Data: 16 de julho de 2013
  • Local: Câmara Americana de Comércio/Brasília – AMCHAM/BSB – Endereço: SHIS QI 5, Comércio Local, Bloco C 1º andar – Lago Sul Brasília – DF – Tel.: (61) 2103-8650
  • Horário: 14:30 às 16:30 h

Inscrições: e-mail para carolsturari@sagres.org.br, até 09 de julho.

A atitude prospectiva

by

“Conquiste quem você ama, consiga aquela promoção que tanto deseja, saiba mais sobre seu futuro e o modele do jeito que achar melhor” Cigana Íris do Oriente – Rio de Janeiro, RJ.

O título não é inédito. Na verdade, trata-se (somente o título) de um plágio declarado do artigo de Gaston Berger, publicado na francesa Revue Prospective n° 1, em 1958. Foi a primeira vez que o termo “prospectiva” foi cunhado, como “conjunto de pesquisas a respeito de fenômenos técnicos, tecnológicos, científicos, econômicos, sociais etc, que procura prever a evolução futura das sociedades”.

O significado é evidente, uma vez que se opõe a retrospectiva. Enquanto esta olha para o passado, prospectiva visa a projetar o futuro, em uma concepção linear do tempo. Contudo, essa aparente simetria é falsa, para todo aquele que se dedica a estudá-la.

Embora possa ser interpretado e reinterpretado ao sabor das idiossincrasias dos historiadores, o passado já aconteceu, e nada mais pode mudá-lo. Já o futuro não existe, e está por ser construído, mercê da capacidade e da vontade dos atores sociais. Todavia, é interessante notar como freqüentemente pessoas e organizações relegam ao segundo plano uma atitude pró-ativa em relação ao porvir, permanecendo envolvidas por sucessivos “tsunamis de cotidiano”, que não concedem tempo necessário para tão importante atividade.

As urgências e emergências do dia-a-dia, bem como a necessidade de apresentar resultados imediatos, levam a maioria dos dirigentes a pensar no presente e, no máximo, no curto prazo. Daí a necessidade de gestão estratégica, de longo prazo, que deve ser desenvolvida com a participação de profissionais qualificados, reportando-se diretamente aos mais altos escalões das organizações.

Gestão estratégica é um processo sistemático, planejado, administrado e executado pela alta direção da organização, buscando assegurar a continuidade, sobrevivência e crescimento futuros da empresa, através da contínua adequação de estratégias, capacitação, estrutura e infra-estrutura.

Incluindo técnicas e metodologias de planejamento, a gestão estratégica prospectiva permite projetar os possíveis cenários que poderão se formar, em longo prazo. Não se trata de prever o futuro, e sim de analisar as probabilidades, de modo a construir hoje os eventos que queremos ver realizados, amanhã. A estratégia também permite enxergar as possibilidades em todas as suas
dimensões, aproveitando as janelas de oportunidades e adotando medidas preventivas em relação às ameaças que, nos horizontes temporais visualizados, poderão impedir que os objetivos sejam conquistados.

… a gestão estratégica prospectiva permite projetar os possíveis cenários que poderão se formar, em longo prazo …

Isso explica casos de empresas como a Shell – que se preparou com vários anos de antecedência para a crise do petróleo que ocorreria na década de 70. Ou manobras como a da brasileira Stemac, fabricante de geradores elétricos do Rio Grande do Sul, que triplicou a receita por ter se articulado, em tempo hábil, para o “apagão” de 2001.

Nada disso, porém, pode ser possível se não houver riscos. O risco é inerente às grandes vitórias, e o estrategista sabe que, sem eles, não será possível otimizar as fortalezas e minimizar as debilidades das organizações. Utilizando um conceito de Einstein, em sua teoria do espaço curvo, é possível afirmar que as mais retumbantes derrotas e as mais espetaculares conquistas estiveram, em
determinados momentos da história, muito perto umas das outras.

Se você não acredita, consulte a cigana. Se não adivinhar o seu, pelo menos o futuro dela estará garantido, mediante pagamento à vista ou confirmação do depósito bancário.

Raul Sturari é Diretor de Prospectiva do Instituto Sagres

Esse artigo possui versão em pdf na nossa biblioteca

Diretor de Prospectiva fala sobre o futuro na AllTV

by

Raul Sturari, Diretor de Prospectiva Estratégica do Instituto Sagres, concedeu entrevista ao Programa Cueca Apertada e falou sobre como as técnicas e ferramentas de Prospectiva Estratégica permitem antever algumas tendências do futuro.