Academia Brasileira de Estudos Estratégicos

by

Em 26 de novembro último, tomaram posse, como membros fundadores da Academia Brasileira de Estudos Estratégicos (ABRAEE), os associados do Sagres Mário Andreuzza e Raul Sturari.
O evento foi realizado nas dependência do Círculo Militar de São Paulo.
A criação da ABRAEE representa um novo marco para os estudos da Estratégia, no Brasil, sob diversos prismas, como Político, Econômico, Social, Tecnológico, Militar e Ambiental, uma vez que reúne representantes dos diversos segmentos sociais e profissionais, todos dedicados ao desenvolvimento socioeconômico nacional.

Academia Brasileira de Estudos Estratégicos

Instituto Sagres realiza o Planejamento Estratégico do Observatório Social do Brasil

by

Entre os dias 20 e 21 de maio (sexta-feira e sábado) o Observatório Social do Brasil (OSBrasil) promoveu uma reunião para definir as diretrizes de atuação da equipe técnica, diretoria e conselhos na gestão 2016/2018.

O evento foi realizado em sistema de imersão na pousada Bella Vite, em setor turístico de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba – PR, com metodologia e mediação do consultor Mário Andreuzza, representando o Instituto Sagres, uma organização com sólida experiência na condução de planejamentos estratégicos, estudos e pesquisas, consultoria e treinamentos. Conforme conduziu o planejamento estratégico do Observatório Social de Porto Alegre, também o fez gratuita e voluntariamente para o OSBrasil.

O processo de planejamento estratégico integra a proposta de gestão da nova diretoria do OSBrasil, que tomou posse em março deste ano.

Além de toda a equipe técnica do OSBrasil estiveram presentes o presidente, Ney Ribas, a maioria dos vice-presidentes e integrantes dos conselhos superior e fiscal, e convidados como o analista técnico de gestão de projetos e políticas públicas para os pequenos negócios, Gilberto Sokoloski, e o gerente da Unidade de Políticas Públicas, Bruno Quick, ambos do Sebrae Nacional, além de César Rissete, do Sebrae Paraná. O sócio da agência de publicidade Fiquem Sabendo, Thiago Ermano Jorge, que está oferecendo um projeto de comunicação e marketing para a Rede Observatório Social do Brasil, também acompanhou os trabalhos, bem como o representante da produtora e mantenedora do OSB – Zero4Um Cine & Vídeo -, Iuri Fonseca.

Foram realizadas discussões sobre visão, missão e valores do OSB e, em grupos, foram levantadas questões atuais envolvendo forças, oportunidades, fraquezas e ameaças na realidade da atuação do OSBrasil e da rede.

sagres_observatorio_01

osb02

Matéria e fotos: site do Observatório Social do Brasil

Instituto Sagres e os Cenários Prospectivos da Força Terrestre 2035

by

Nos meses de fevereiro, março e abril do corrente ano, o Instituto SAGRES – Política e Gestão Estratégica Aplicadas — por intermédio de seu presidente, Homero Zanotta, e do vice-presidente, Raul Sturari — prestou serviços técnicos especializados de consultoria, em caráter voluntário, apoiando o Centro de Estudos Estratégicos do Exército (CEEEx) na elaboração dos “Cenários Prospectivos da Força Terrestre 2035”.

Em 02 de maio de 2016, os estudos foram apresentados ao General Villas Bôas, Comandante do Exército Brasileiro. Na oportunidade, o SAGRES recebeu homenagem pela colaboração, ocasião em que o presidente agradeceu as homenagens e colocou o Instituto à disposição da Força e do Estado brasileiro, sempre que necessário.

homenagem_exercito

Homero Zanotta, presidente do SAGRES, recebe homenagem do Comandante do Exército Brasileiro

Realizado terceiro encontro regional do Planejamento Estratégico 2016-2021

by

Os trabalhos são coordenados pelos consultores Raul Sturari e Verônica Korílio, do Instituto Sagres, empresa que orienta a elaboração da Gestão Estratégica do MPMA. Os participantes são divididos em grupos de trabalho, responsáveis pela apresentação e discussão dos temas.

Veja matéria completa no site do MPMA

Seminário de assuntos estratégicos foi um sucesso

by

A política e a estratégia nacionais influenciam enfaticamente o cotidiano de todos os cidadãos, mesmo daqueles que não sabem ou não desejam essa realidade.

A política, em seu sentido amplo, define “o que” fazer, apontando os rumos a serem seguidos; e a estratégia, por sua vez, busca indicar “como” deve ser feito, à luz dos recursos disponíveis, dos antagonismos e da conjuntura que envolve a Nação.

Discutir política e estratégia nacionais é, antes de tudo, uma obrigação e um dever de toda pessoa que reivindica, para si, o direito de desfrutar da mais plena e ampla cidadania.

seminario01

A conjuntura nacional inspira estudos e análises que levaram o Grande Oriente do Distrito Federal (GODF), o Instituto SAGRES – Política e Gestão Estratégica Aplicadas e a Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG), de Brasília, a unirem-se em parceria na realização do Seminário de Assuntos Estratégicos.

No primeiro painel, realizado na noite de 9 de março de 2016, o General-de-Exército Darke e o General-de-Exército Santa Rosa discorreram sobre a “Avaliação Diagnóstica da Conjuntura Nacional” e “A Crise Brasileira”, sob a moderação do Coronel Valtir de Souza, diretor do Instituto Meira Mattos, do Rio de Janeiro.

seminario03

Em seguida, o Prof. Vidigal, da UnB, e o Prof. Denis Rosenfield, do Instituto Millenium, realizaram exposições relacionadas aos “Grandes Contenciosos do Brasil” e aos “Antagonismos Nacionais”, sob a moderação do Prof. Marcelo Rech, do Instituto InfoRel de Relações Internacionais e Defesa.

No dia 10, os trabalhos foram abertos por Raul Sturari, Vice-Presidente do Instituto SAGRES – Política e Gestão Estratégica Aplicadas, discorrendo sobre “Um Projeto de Futuro”. A seguir, a Prof. Yaeko, da UnB, expôs suas ideias sobre “Como Reverter a Situação do País”. Os debates foram moderados pelo Prof. Paulo Henrique, da ADESG.

seminario05

Encerrando o evento com chave de ouro, houve a palestra magna do General Etchegoyen, Chefe do Estado-Maior do Exército, discorrendo sobre “O Brasil Pós-Crise”, com a moderação do Sr. Marcos Melo. Os debates foram intensos, demonstrando o interesse e a qualidade do público de mais de duzentas pessoas que — preocupado com os destinos do País — abrilhantou o evento.

Durante essas profícuas horas, foi possível constatar uma realidade conjuntural extremamente complexa, exigindo soluções igualmente complexas e que, obrigatoriamente, passam pelo esclarecimento, pela reunião e pela mobilização das pessoas livres e de bons costumes que desejam legar — aos filhos e netos — um Brasil livre da corrupção, da má gestão e do patrimonialismo.

seminario06

Desdobramento e alinhamento da estratégia no CNPq

by

Encontra-se na última fase o projeto de desdobramento e alinhamento da estratégia no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que conta com a consultoria especializada de Verônica Korílio, Diretora de Planejamento e Gestão Estratégica do Instituto SAGRES.

Trata-se de levar a estratégia até o nível operacional, ao tempo em que transforma o objetivo síntese — a Visão de Futuro — em tarefa de todos. O projeto conta, ainda, com a participação de Raul Sturari, Diretor de Prospectiva Estratégica.

CNPQ

Prospectiva junto ao Banco Central do Brasil

by

No ano de 2015, o Instituto SAGRES, por intermédio de seus diretores Raul Sturari e Verônica Korílio, prestou apoio de consultoria ao Escritório Corporativo de Planejamento do Banco Central do Brasil (BCB), com vistas à promoção de análise prospectiva, como insumo para a formulação estratégica do novo ciclo de planejamento (2016-2019), incluindo:

  • definição de método específico de análise prospectiva para o BCB;
  • ação educacional para aplicação do método;
  • oficinas de coleta dos elementos necessários à análise prospectiva; e
  • análise prospectiva elaborada, consolidada e validada, com a identificação de ameaças e oportunidades para o próximo ciclo de gestão.
Banco Central do Brasil

Promoção de Análise Prospectiva no Banco Central do Brasil

SAGRES inicia projeto junto ao Ministério Público do Maranhão

by

SAGRES inicia projeto junto ao Ministério Público do Maranhão, aportando serviços técnicos especializados de consultoria e capacitação, em apoio ao planejamento e à gestão, para o ciclo 2016-2021.

A apresentação das etapas e da metodologia de elaboração do planejamento foi iniciada pelo consultor Raul Sturari, do Instituto Sagres, que tem sede em Brasília. “O planejamento deve ser um verdadeiro instrumento de gestão de todos os setores do Ministério Público”, afirmou.

Raul Sturari na apresentação da metodologia do planejamento. Crédito: mpma.mp.br

Raul Sturari na apresentação da metodologia do planejamento. Crédito: mpma.mp.br

Verônica Korílio falou sobre a importância dos planos de comunicação e tecnologia. Crédito: mpma.mp.br

Verônica Korílio falou sobre a importância dos planos de comunicação e tecnologia. Crédito: mpma.mp.br

Para saber mais acesse a página do Ministério Público do Maranhão

Visita ao Município de Pinto Bandeira – RS

by

No dia 05 de novembro uma equipe do Instituto Sagres Sul da sucursal Rio Grande Sul composta pelo Presidente Mário Andreuzza e pelas consultoras convidadas Suzana Velinho e Stella Bitencourt, estiveram no Município de Pinto Bandeira , distante 110 Km de Porto Alegre, na região da Serra Gaúcha.

A visita teve por objetivo iniciar tratativas para desenvolver um Plano Estratégico para o Município, que possa otimizar suas potencialidades. Foram realizadas reuniões com o Prefeito e Vice Prefeito da cidade e com lideranças interessadas no Projeto.

A iniciativa está sendo capitaneada pela Sra Beatriz Dreher Giovannini, proprietária da Pousada Don Giovanni, que recebeu o grupo nas agradáveis instalações da Pousada.

Veja as fotos:

Sagres encerra o Planejamento Estratégico da AMAZUL

by

No último dia 30 de junho, os consultores do Instituto Sagres entregaram o Plano Estratégico da Amazônia Azul – Tecnologias de Defesa S.A.

Segundo o presidente da Empresa, Almirante Ney Zanella dos Santos:

O Plano Estratégico da Amazul (PEA), um marco inicial importante na história da empresa, contou com o auxílio do Instituto Sagres, que lhe emprestou metodologia e enfoque técnico, e o envolvimento da Diretoria Executiva e dos empregados. Foram utilizadas modernas ferramentas de gestão em seu desenvolvimento, de forma consentânea com as tecnologias sob responsabilidade da empresa, não disponíveis no mercado, não transferíveis e fortemente protegidas, representando conhecimentos sensíveis e estratégicos.

O resultado de todo este trabalho coletivo é o documento que, com grande satisfação, passa a ser disponibilizado aos parceiros e clientes, atuais e futuros, e aos nossos empregados, principais responsáveis pelos resultados da Amazul.